terça-feira, 22 de setembro de 2009

Amanhã, será pleno!


Postagens rápidas. Pulo da cama, falta 15 minutos para um dia novo. Arrisco não achar algum aforismo na memória de um ontem, minha cabeça a mil por hora com coisas desimportantes que precisam ocupar espaço no meu novo dia. Tomo o café e queimo a língua. Não lembrava ser tão amargo. Troco de roupa e coloco a primeira da gaveta, alguém um dia falou que eu era péssima em combinações. Mau olho o espelho. Mas enquanto passo a vista, reflete olhos inchados e perdidos, um rosto fundo! Organizando papeladas e livros, pesquiso também agora, o significado da palavra solidão. A rua da aurora como sempre lotada. Na calçada de uns amigos visinhos ainda vasilhames quebrados. Foi uma noite difícil, mas eles me fizeram um leite quente e me acalmei! Passo pela cidade e entre paralelepípedos velhos acho bons ângulos para um melancólica fotografia. Ainda me resta isto! Mas essa semana, preciso de novidades "novas"! "Amanhã, apesar de hoje ser a estrada que surge pra se trilhar”

Nenhum comentário:

Postar um comentário