quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Unicamente sou!


Eu posso ser essa massa corporal cheia de falhas e dores. Me doer com animais feridos, me danar com feridas abertas... Sair estradas, transpor rios e sobreviver! Mas sou, eu! Essa única ideia de um dia voltar a ser tudo o que sou! 

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Indiferente




E se não fosse nessa
vida que leve seria
tê-lo!

Barba, 
costela e espinho, 
(...) vida que leve ama-lo sem medo!"

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

“Ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado!”


Eu acredito em propaganda de Shampoo, acredito em prosas atidas, em conselho sego... Só não acredito em você! Eu sofro de uma doença crônica chamada Esperança. E por essas patologias emergenciais, eu vivo com cuidado! Reparo sempre no céu, peço “por favor” e rezo antes de dormir! Sigo a regra o que o médico receitou, “Desacreditar na tristeza três vezes ao dia!”

sábado, 2 de novembro de 2013

"Eu quero amar alguém - e não estar na contra mão!"


Hoje, o meu dever de casa é amar alguém! E quem sabe, você que segura minha cintura! Quem sabe, você que deposita em mim cartas de um valete! Eu preciso de mais uma bebida para finalizar esse cortejo. Terceiro gole e podemos começar com os fins! Eu nunca prometi amores e desfechos. Semana que vem um café, noutro dia, quiçá, o meu amor!