domingo, 12 de fevereiro de 2012

Títulos


Ensinaram-me que por ultimo se põem os títulos. E foi por essas e outras desculpas que nunca distinguir o real e o sem valor. Cultivo os mesmos sentimentos para todos os homens a quem amei e a todos os livros que já li. E fui automaticamente me habituando a não intitular as coisas e não deixando se intitular. Hoje, sou poema sem ponto e sem título!

2 comentários:

  1. Adorei o teu blog, ta cheio de coisas lindas para se ler, voltarei mais vezes já estou seguindo, me arrisco escrevendo alguns versos tortos se desejar visita lá http://joselito-expressoesdaalma.blogspot.com,
    se gostar segue lá, ficaria contente em te ter por lá!!! Um forte abraço e parabéns pelo teu belo espaço!!!

    ResponderExcluir
  2. Amei seu cantinho, Parabéns já estou seguindo! Da uma passadinha no meu tbm se gostar é só seguir de volta http://worlddreamsofgirls.blogspot.com/

    ResponderExcluir